Geração Hashtag: uma nova maneira de compartilhar e consumir conteúdos

hashtag

Você acha que o mundo físico e o digital estão cada dia mais interligados? Essa é a realidade da Geração Hashtag, uma das diversas maneiras de denominar a famosa Geração Y, àquela marcada pelos que nasceram a partir dos anos 80. Ou seja, os que vieram ao mundo junto com a internet, a invenção que tanto revolucionou o jeito de viver. Essa Geração Hashtag também é intitulada por alguns pesquisadores como a Geração 3C: curtir, comentar e compartilhar, que são os comandos básicos das redes sociais, plataformas que modificaram as formas de se comunicar.

Nesse cenário atual, a Geração Hashtag produz e consome conteúdo tão rápido e incessante na internet, o que possibilita que as pessoas compartilhem seus gostos, interesses, o que estão fazendo, o que não gostam entre outros aspectos cotidianos. Por isso, existe uma troca, pois ainda é possível acompanhar, curtir e comentar as atividades alheias de maneira bastante presente, estreitando as distâncias, desafiando as leis do tempo e modificando as relações pessoais.

Geração Hashtag: por que usam as #hashtags?

Em um mundo cheio de “likes” (as famosas “curtidas”), fica evidente que os assuntos e os interesses tratados pela Geração Hashtag fazem parte daquilo que eles apoiam, acreditam e se identificam. É dentro dessa ideia que entram as hashtags, como se elas fossem setores do supermercado, separando aquilo que é veiculado na rede para facilitar a busca pelas informações daquele universo que você gosta.

Para quem não sabe, a hashtag é uma palavra-chave antecedida pelo símbolo da cerquilha (#) que costuma ser utilizada para identificar o tema do conteúdo de uma foto, postagem ou outra atividade no Facebook, Instagram, Twitter entre outros. Ao colocar a cerquilha antes da palavra, a internet assimila aquela temática e posiciona a postagem junto com outras publicações do mesmo tópico. Assim, se você escrever “#amor” na legenda de uma foto, poderá acessar tudo que foi postado sobre “amor” apenas clicando no link gerado em sua hashtag.

Hoje, essas ferramentas também ocupam um espaço offline, possuindo um significado de “força de ação”. Dessa forma, a Geração Hashtag usa as tags para identificar e enfatizar campanhas publicitárias ou mobilizações sociais como, por exemplo, a #ForçaChape usada após o acidente com o time da Chapecoense em 2016 e o #JustDoIt slogan usado pela Nike para estimular a prática do esporte e, consequentemente, as vendas dos produtos da companhia.

Como o marketing pode usar a hashtag?

Os pertencentes da Geração Hashtag estão presentes no marketing das empresas, pois eles sabem como utilizar essa estratégia para conseguir mais resultados. O uso das tags certas pode aumentar o alcance das publicações, gerar mais seguidores e potenciais clientes.

Sendo assim, para ter sucesso com as hashtags, inicialmente invista na pró-atividade da equipe interna. Incentive-os a ter e manter seus perfis pessoais nas mídias sociais, criando assim apoiadores da marca dentro da rede, sendo responsáveis por curtir, comentar e compartilhar (lembra dos 3Cs?) as postagens feitas no perfil corporativo, criando mais engajamento.

Depois do público interno, pense nas hashtags da sua companhia. Crie uma própria com o nome do negócio, outra para os eventos, ações, nicho de mercado etc. Assim, quando as pessoas começarem a usar as mesmas contidas nos seus posts elas estarão aumentando a visibilidade e a interação das suas publicações.

Gostou desse conteúdo? Então fique de olho no ThattoBlog que sempre teremos muita informação para você!

Abs,

Equipe Thatto

Daniel Schmitz

Publicitário, apaixonado por design e marketing digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *