O Google mudou a sua forma de pesquisar

Google pesquisa

Google Pesquisas, descubra o que mudou!

Já comentamos sobre a evolução tecnológica de 2019, as novidades que estão por vir em 2020, as mudanças nos hábitos de consumo e como a inteligência artificial vem dominando as principais plataformas digitais.

Hoje, vamos juntar esses conteúdos e explicar um pouco sobre as tendências da maior e mais acessada plataforma de buscas do mundo, o Google Pesquisas. Vamos começar contando um pouco sobre a forma que a plataforma encontrou para desenvolver o machine learning e sua inteligência artificial, o Google Assistente.

Google e como criar uma conta no Google, segredos que nao revelam
Google Pesquisa carregamento

Google Pesquisas e seus algoritmos inteligentes

O trabalho de acompanhar as mudanças no algoritmo de pesquisa do Google não é uma atividade fácil, afinal a empresa vem se moldando cada vez mais com a forma de pensar do usuário e, para os profissionais de SEO, essa atividade vem se tornando cada vez mais frequente por conta dessas atualizações.

O Google Pesquisas já fez mais de 50 atualizações em seu algoritmo de busca e hoje já existe uma imensa lista de códigos aplicadas ao Hummingbird, o super algoritmo de pesquisa. 

Panda, Pigeon e Rankbrain

As atualizações da SERP (abreviação de Search Engine Result Page), Panda, Pigeon e Rankbrain fazem parte do algoritmo antes do Hummingbird, mas as suas mudanças foram tão positivas que se mantiveram como engrenagens do novo algoritmo.

  • Panda

Essa atualização trouxe para os usuários conteúdos com maior qualidade e uma nova forma de pesquisa na qual o Google disponibiliza os conteúdos de acordo com a relevância deles. A engrenagem usada para criar o Panda serve para analisar a quantidade de backlinks de qualidade que estão direcionando o site, conteúdos duplicados, excesso de palavras-chave em uma postagem e quais as interações do usuário em uma página. Então, o maior foco da atualização do Panda foi qualidade, quantidade, credibilidade e confiabilidade.

  • Pigeon

Pigeon, ou pombo em inglês, veio com uma das melhores atualizações para pequenas e grandes empresas. A integração do Pigeon ao algoritmo do Hummingbird fez com que empresas se destaquem com o Google Meu Negócio. Essa atualização acrescentou a localidade como ponto principal de pesquisa, ou seja, se estiver em algum bairro e procurar por padarias, automaticamente ele mostrará as mais próximas a você. Além da localização, as empresas começaram a ter a disponibilidade de colocar o número para contato, informações sobre a organização e fotos da empresa. 

  • Rankbrain

O Rankbrain chegou em 2015 trazendo a tona a inteligência artificial do Google, otimizando a forma de pesquisa, acrescentando a SERP um vasto leque de termos, sinônimos e conteúdos. O Rankbrain nasceu com a intenção de se tornar a principal engrenagem com relação à inteligência artificial de busca e desde de 2015 ela já evoluiu muito! 

DNA Google Pesquisas

BERT e a forma de pesquisar

O Google acumulou anos de análise do comportamento humano e agora conseguiu desenvolver uma forma de pesquisa que vai além das palavras-chave. Com a implementação do BERT (Bidirectional Encoder Representations From Transformers), a busca é feita por meio do contexto em que o termo está colocado, ou seja, além do significado da palavra, ele também encontra o contexto em que ela está inserido.

Os resultados de pesquisas vindos do BERT ainda não chegaram ao Brasil, mas já está sendo implementado em diversos países e podemos aguardar o esquema de pesquisa em breve!

O que muda para o SEO

Em teoria, os profissionais de SEO e marketing que já produzem conteúdos de qualidade e passam credibilidade, e não precisam se preocupar com essas alterações na forma de pesquisar, o Google está apenas otimizando a busca e saindo da era do “quantidade enormes de conteúdo” e entrando no “conteúdos de alta qualidade”.

Quem atua com SEO e marketing, precisa acompanhar todas as informações e novidades que o Google e outras ferramentas de pesquisa oferecem, pois o ranqueamento orgânico hoje em dia depende de fazer conteúdos não para robôs e sim para o ser humano.

O que não deve ser feito no Google Pesquisas

Como falamos sobre as atualizações, vamos lembrar também as informações que não mudam e como evitar a punição da Search Engine Page Result (SERP). Fique atento às práticas que não podem ser tomadas em seus conteúdos como:

• Excesso de palavras-chave: você já deve ter encontrado algum site que repete diversas vezes a mesma palavra. Provavelmente esse site está tentando captar cliques e visualizações por meio do excesso de palavra-chave. Foque na quantidade ideal e pense em criar textos para a leitura do consumidor e não apenas de uma máquina.

Link quebrado: não há nada mais frustrante que encontrar um link interessante, mas quando clicado, não leva a lugar nenhum. Esse link quebrado pode ser o causador de vendas baixas e a falta de clientes. Sempre observe os direcionamentos dos links e se eles estão todos funcionando perfeitamente.

• Site sem usabilidade: quando falamos em usabilidade, pense em um site simples de navegar, informações nítidas e bem apresentadas. Com um layout bem estruturado e uma usabilidade fluida, os primeiros lugares do Google Pesquisas estarão guardados para o seu blog.

• Tempo de carregamento: vivemos na era da informação e da tecnologia, isso nos torna consumidores vorazes de informação e esse comportamento acaba nos tornando cada vez menos pacientes. Por conta disso, o site precisa ter um carregamento mais rápido possível, pensando em otimização e redução de peso de imagens. O tempo de carregamento do site está ligado diretamente com a curva de conversão de lead em cliente, quanto menos tempo ele gastar para abrir a página, maiores as chances dele se tornar um cliente!

Em um próximo conteúdo, vamos apresentar alguns dos pontos que o Google pode penalizar a sua página na hora do ranqueamento. Por isso, para não perder nenhum conteúdo, inscreva-se em nossa news.

Esses foram alguns conhecimentos sobre a maior plataforma de pesquisa do mundo, o Google Pesquisas, se você gostou do conteúdo, aproveite para compartilhar o conhecimento!  Fique por dentro das novidades que estão por vir com o Google e muitas outras ferramentas.

E você está pronto para a revolução tecnológica de 2020? Leia sobre em 2020:uma odisseia tecnológica.