7 dicas para engajar a sua equipe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

7 dicas para engajar a sua equipe!

Não importa qual seja sua área, às vezes é difícil engajar uma equipe com diferentes personalidades e estilos de comunicação. Se seu time não está desempenhando com toda sua capacidade, pode ser um problema de comunicação e gerenciamento. O truque para engajar sua equipe e melhorar a produtividade dos colaboradores está em fazer com que queiram dar o seu melhor.

As sete dicas para engajar sua equipe.

Conheça o background e entenda o que motiva seus colaboradores
 
Tente conversar mais com cada um. Conheça onde moram, como são suas famílias, quais foram suas experiências passadas e aonde querem chegar e faça isso de forma genuína. Se essa aproximação causar estranheza, admita que não conhece sua equipe profundamente e está tentando mudar isso. A motivação de cada membro do seu time é o que movimenta o trabalho dele, é importante você entender de onde ela vem.
 
Alinhe expectativas e o papel de cada um
 
Lidar com expectativas é uma coisa complicada. Então, alinhe expectativas e metas. Mais uma vez, aqui a comunicação é fundamental. Pergunte: o que você espera dessa experiência? O que você espera de cada um? O que você busca desenvolver? O que você espera aprender? Quando se conhece as expectativas das pessoas, fica muito mais fácil trabalhar em grupo. Se todos sabem o seu papel e como cada um contribui para o crescimento da empresa, a produtividade e o engajamento tendem a aumentar.
 
Estabeleça metas e objetivos e seja transparente
 
As metas e objetivos são fundamentais para uma equipe fluir rumo aos objetivos desejados. Com isso, seu time fica pronto para aproveitar oportunidades e concretizar mais rapidamente os resultados. Para definir as metas e objetivos de maneira assertiva, invista na elaboração de planejamento adequado que possa ser acompanhado constantemente. Deixe bem claro com quem que cada função está.

Obviamente, as metas e objetivos devem sempre ser realistas e estar de acordo com o que sua equipe pode cumprir. Seja transparente sobre os motivos que levaram ao estabelecimento desses objetivos e porque eles são importantes para a empresa.
 
Defina as prioridades e tenha um pouco de burocracia
 
De uns tempos para cá, a burocracia ganhou uma visão bastante pejorativa. Tudo que é muito burocrático é visto com um tom negativo, focado na autoridade, excesso do formalismo e na rotina, com alguma razão, claro: quando em excesso, a burocracia trava e engessa o dia a dia de uma forma que pode desmotivar os seus colaboradores.

Porém, um pouco de burocracia é necessário. Documentos precisam ser preenchidos, relatórios elaborados, planilhas atualizadas e outros procedimentos que são muito importantes para sua organização, ainda que inconvenientes. Está em dúvida se seus procedimentos são otimizados ou apenas travam a produção. Faça as seguintes perguntas:

  1. Existem procedimentos que travam o dia a dia?
  2. É preciso cobrar e manter horários fixos?
  3. É necessário manter uma código de vestimenta?
  4. Meu manual de procedimentos é assertivo?
  5. Aonde poderíamos ser mais flexíveis?

 Incentive seus colaboradores a dar opiniões e correr riscos
 
Não pense que seus funcionários expressarão suas preocupações espontaneamente. Ao invés disso, busque ativamente comentários, observações e sugestões. Isso envolve muito mais do que simplesmente disponibilizar uma “caixa de sugestões”. Adote uma política de “portas abertas” para que os seus colaboradores possam facilmente falar com você, e tente sempre abordar imediatamente as preocupações levantadas por eles.

Lembre-se de recompensar aqueles que correm riscos, não apenas aqueles que entregam resultados. Mostre que você valoriza os riscos calculados e entende que erros ocasionais são inevitáveis. Dê liberdade o suficiente para que seus funcionários desenvolvam todo o seu potencial.
 
Crie uma atmosfera familiar e trabalhe o Team Building
 
As pessoas gostam de pertencer a algo. É por isso que nos sentimos melhor com os amigos ou com a família, porque há uma relação de confiança e importância mútua no ambiente. Você se importa com as pessoas ao seu redor e elas se importam com você.

Começe, então, a criar esse senso de time na sua empresa! Fale abertamente como as pessoas são importantes para você e faça com que cada um se sinta dono e responsável pelas pequenas coisas.

Dedicar uma atenção especial a quem se dedica para o crescimento dos seus negócios faz o engajamento e a produtividade decolarem!
 
Dê e esteja aberto para feedback e opiniões
 
Visando o desenvolvimento de todos e um bom relacionamento entre os membros da sua equipe, é essencial que um líder incentive a prática do feedback.

Para passar um feedback adequado, é importante saber a sua intenção, que deve ser de cooperar com o outro e nunca de gerar conflito.

O canal pelo qual o feedback é realizado deve ser sempre o pessoal – evite criticar ou se posicionar sobre alguma atitude através de outro meio, como telefone ou e-mail. Além disso, é importante lembrar que feedback significa retroalimentação, portanto, deve ser uma comunicação de dois sentidos, estando o emissor aberto para o retorno. Descreva a atitude à qual está se referindo, procurando não fazer julgamentos, e foque em comportamentos modificáveis. Afinal, certas características são muito intrínsecas à personalidade de cada um.

Forneça o feedback o quanto antes possível, assim que perceber o comportamento, mas saiba perceber se é o momento ideal para isso. E, por último, confirme se a pessoa entendeu exatamente o que você quis dizer.

Essas são algumas dicas que separamos para ajudar você a engajar sua equipe e otimizar a comunicação.

Gostou do post e quer ler mais? Dá uma olhada aqui!