Como funciona a criação de um site?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Como funciona a criação de um site?

Quando a internet surgiu, a criação do site era uma tarefa bem mais complicada do que é atualmente. Antigamente, era necessário ter conhecimento em linguagem de programação e domínio de programas para criar e editar imagens.

Conforme a internet foi evoluindo, novas alternativas foram surgindo. Hoje em dia, é simples registrar um nome, criar um site e produzir imagens de qualidade para deixar a página visualmente mais agradáveis.

Mesmo com todas as facilidades atuais, muitas empresas preferem criar apenas um perfil ou uma fanpage no Facebook e fazer dela o principal endereço na web. Mas saiba que isso não basta, enquanto você não tiver um site ou um blog, você não estará conquistando uma audiência própria.

Mas, se você está se perguntando qual é o melhor: site, blog ou perfis nas redes sociais?

Bem, o ideal é ter os três! Já que cada um tem sua função específica. O blog, por exemplo, funciona como uma revista virtual, e permite que você engajar os visitantes com conteúdo publicado continuamente. Geralmente, o blog é altamente dinâmico e nele você pode publicar dicas, guias, artigos, infográficos e conteúdos disponíveis abertamente para todos os visitantes.

Os perfis e fanpages nas redes sociais, por sua vez, servem para atrair e relacionar com o seu público das plataformas. Lá, o conteúdo é consumido rapidamente e logo deixa de aparecer para as pessoas, o que exige publicações recorrentes e bastante interativas.

Já o site, nosso tópico principal do dia, funciona mais como uma vitrine online, porque não são renovados com tanta frequência. Além disso, especialmente no caso de sites de empresas, o site serve principalmente para trazer informações essenciais, como preços, produtos e canais de contato.

Pensando em todas as diferenças dos três formatos, conseguimos entender que o blog serve para gerar mais demanda, enquanto o site é mais eficiente para atender e direcionar a demanda já existente. Já as redes sociais servem para relacionar com as pessoas que consomem seus produtos em tempo real com o público e podem ajudar a viralizar a marca.

Por isso, cada um tem sua importância e é válido manter os três, se possível. As estratégias de sucesso são aquelas que integram os três muito bem dentro do Marketing Digital.

  • Colocar links para o blog e perfis nas redes sociais no site;
  • Promover o engajamento dos visitantes dentro do blog, nas redes sociais e usando o site como complemento de conteúdos institucionais;
  • E, usando as redes sociais para promover conteúdos do blog e site.

Vamos falar sobre os sete passos para criação do site.

1 – Briefing

Essa é uma das etapas mais importantes na hora da criação de um site de sucesso e represente bem a imagem de empresa ou marca, é a comunicação. É essencial que tudo fique bem esclarecido entre criador e cliente. Respondendo as seguintes perguntas:

  • Qual o objetivo por trás do site?
  • Qual a história da empresa?
  • Quais são os concorrentes?
  • Quais as referências que ele quer utilizar?

Enfim, reunir todo um conjunto de informações que devem estar completas para que o produto final seja eficiente quanto aos objetivos e transpareça a imagem da empresa.

Além do briefing em si, que é uma espécie de formulário onde o cliente preenche com as informações relevantes para a criação do seu site, também é essencial que haja uma conversa entre as partes.

Muitas vezes, grandes sacadas e ideias podem vir de uma conversa, por isso, é indispensável que a comunicação também seja feita ao vivo ou por telefone.

2 – Conteúdo

Na hora da criação de um site, criar conteúdo não é somente sentar e escrever sobre a empresa e seus produtos e serviços.

Para que o site tenha uma competitividade e seja mais facilmente encontrado pelo seu público-alvo, é muito importante que seja feita uma análise de concorrência, uma pesquisa de mercado e a aplicação do famoso SEO.

Por meio de pesquisa se mercado e do briefing, o conteúdo é inicialmente criado, e depois otimizado através de técnicas e ferramentas de SEO (Search Engine Optimization), que ajudam com que o site seja encontrado através das palavras-chave do segmento em que você está inserido.

conteúdo e layout na criação do site
O WordPress é o CMS mais famoso do mundo e é um dos mais simples de utilizar.

3 – Layout + Design

Após criado o conteúdo, é criado o mapa do site, também chamado de Wireframe. O wireframe é uma espécie de “maquete” virtual do site, ou seja, é um rascunho que desenha onde cada imagem, texto e botão será inserido.

Esta etapa é importante, pois é baseado no wireframe que o designer vai seguir com suas criações.

Usando o wireframe e o template escolhido, o designer vai fazer a criação de um site personalizado, misturando uma tabela de cores, imagens e textos que sejam coerentes com a essência do cliente.

4 – Codificação

A etapa de programação consiste em codificar as funcionalidades já definidas previamente, sembre baseado no wireframe e também no design do site.

Programar consiste em transformar as imagens e layout criados pelo designer em códigos interpretáveis pelos navegadores. Existem dois tipos de linguagens interligadas utilizadas neste univerdo: a HTML e a CSS.

Muitas vezes os sites são criados em templates previamente codificados, mas sempre é necessário que alterações sejam feitas para incorporar as funcionalidades personalizadas de cada cliente.

5 – Programação + Testes

Nesta etapa, os códigos de CSS e HTML escritos entram em ação de fato, ou seja, são aplicados e criam a dinâmica do site.

São criados e incorporados sistemas e plug-ins necessários, além de todas as funcionalidades do site, montando a primeira versão oficial do mesmo.

Depois de finalizar a criação do site é hora de testar. Por meio dos testes, os programadores conseguem definir se o site está mesmo pronto para publicação ou precisa de ajustes. Ajustes feitos e site aprovado, é a hora da publicação.

6 – Publicação

Conteúdo, layout, design, programação e funcionalidades para a criação do site aprovadas?

Agora chegou a hora de publicar! Isso envolve a contratação de um domínio, o endereço do seu site e também hospedagem em servidores que torna seu site visível para usuários da web.

manutenção na hora da criação do site
A manutenção do site deve ser sempre feita, para evitar erros.

7 – Manutenção

Por último, mas não menos importante, é a manutenção. Depois da criação do site e publicação do mesmo, é importante fazer a manutenção periódica do site. Dessa forma, garantimos que todos os recursos estejam funcionando sempre.

Além disso, garante que os conteúdos estejam sempre atualizadas, com foco no interesse do público-alvo do seu segmento e acompanhando tendências e mudanças do segmento, além da criação de sites.

Você já tem um site? Solicite uma avaliação gratuita da sua presença digital e a Thatto Comunicação vai te ajudar a criar o site que você precisa para alavancar seus negócios!