Principais termos técnicos de marketing digital

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Principais termos técnicos de marketing digital

Termos técnicos não são para qualquer um, em alguns casos é preciso estudar e conviver no meio durante anos até compreender todos. No marketing digital não é muito diferente, o importante nessa área é manter-se atualizado, pois o aparecimento de termos técnicos para o setor de marketing é constante por conta das diversas inovações que ocorrem em pouco tempo. Separei os mais utilizados, os seus significados e como são utilizados durante o dia de um profissional de marketing:

Termos técnicos de marketing digital

KPI (Key performance Indicator) 

São indicadores chave do sucesso de uma empresa, a partir deles é possível mensurar os resultados e avanços da empresa. Os indicadores precisam estar de acordo com a dinâmica e com os valores éticos da organização. Os KPI’s são usados principalmente por analistas e estrategistas de marketing com o intuito de encontrar o melhor índice de performance e otimizar os resultados positivos. 

CTA (Call to Action ou em abreviação comum CTA)

Representa uma chamada para a ação, ou seja, o famoso “clique aqui”, “acesse agora mesmo”, “abra este arquivo”. São termos técnicos muito utilizados para chamar a atenção para clicar em botões e tomar certas decisões dentro de um site, e-mail, mensagem ou la page. Costuma-se colocar call to actions em troca de algum contato do lead, exemplo: “coloque seus dados e receba de forma gratuita o e-book sobre marketing digital”.

Clickbait  

Diferente do Call to Action, o clickbait funciona como uma isca digital que atrai o público principalmente pela curiosidade, por exemplo: blogs que colocam o título da matéria “como essa mulher emagreceu 30 quilos em uma semana” ou “50 fotos de celebridades que parecem figuras históricas”. Essa isca digital funciona bem para atrair mais público para o site ou blog, mas normalmente a taxa de rejeição é maior para esse tipo de estratégia.

SEO – Search Engine Optimization ou otimização de ferramentas de pesquisa 

Representa a técnica usada para melhorar o ranqueamento orgânico de uma pesquisa no Google. São utilizadas técnicas de SEO como link building, otimização de velocidade de sites, melhora na responsividade e análise de palavras-chave com referências nos KPI’s.

MVP – Minimum Viable Product ou produto minimamente viável 

É a versão mínima de um produto que pode ser usado para testes de usabilidade e aceitação. O MPV nada mais é que o produto logo após a sua fase de prototipação, na qual  é desenvolvida as funcionalidades mais básicas e divulgado entre um público específico em troca de insights de melhorias.

SERP – Search Engine Page Result (Página de resultado de pesquisa) 

Essa página aparece quando fazemos uma pesquisa no Google ou qualquer outra plataforma de pesquisas como o Bing e o Yahoo. Ela disponibiliza os resultados e organiza da melhor forma, fazendo assim você quase sempre encontrar o que procura. Dividida entre anúncios pagos e conteúdos orgânicos, as SERPs podem ser consideradas o coração do Google, pois é por meio dela que você encontra todo o conteúdo que precisa e navega dentro da plataformas deles.

SMO (Search Marketing Otimization) 

Tem o mesmo princípio do SEO, mas a maior diferença é a abrangência do termo. O SMO pode ser utilizado para representar a estratégia aplicada para otimização de um serviço ou produto como, por exemplo, a implementação de inbound marketing + SEO + link building + links patrocinados.

CPC e CPM (Custo por clique e Custo por mil)

Os dois termos técnicos são utilizados, principalmente, para definir a estratégia de pagamento por conversão ou ação em uma campanha. Um exemplo: quando falamos custo por clique, nos referimos ao valor pago por clicar em um link patrocinado em plataformas de pesquisa como o Google, já o custo por mil é mais voltado para aumentar as visualizações, por isso, independe se o usuário clicar ou não em sua campanha, você será cobrado por ela.

CAC (Custo de Aquisição de Clientes)

O Custo de Aquisição de Clientes é outro cálculo importante, resultante da soma dos investimentos feitos em comunicação, marketing e vendas, dividido pelo número de clientes obtidos no período. Além de demonstrar que as decisões estratégicas estão corretas, essa métrica também ajuda os gestores a otimizarem seus investimentos e compreenderem se o negócio está saudável.

EMKT   

Abreviação de e-mail marketing, o emkt é muito utilizado na vida dos marketeiros digitais, é por meio dele que se passa informações importantes como descontos, informativos de endomarketing e até recessos ou problemas internos.

Continue lendo mais termos técnicos de marketing digital…

ROE (Return on Equity ou retorno sobre o patrimônio líquido) 

É um indicador que mede a capacidade de uma empresa de gerar valor para o negócio e para os seus investidores. Para isso, o cálculo é feito dividindo o lucro líquido dos últimos 12 meses pelo patrimônio líquido. De forma direta, podemos dizer que o ROE é um número que aponta a rentabilidade de um negócio e compará-la a outros do mesmo segmento.

LP  

Essa é a sigla para Landing Page, páginas criadas dentro de um site, blog ou e-commerce para promover a conversão do visitante. Ela tem o objetivo de conduzir o usuário a realizar uma ação de forma direta e objetiva. Por isso, elimina todo tipo de distração que possa tirar o foco dessa pessoa. É, portanto, uma página mais limpa, com menos links e elementos visuais.

A/B 

Esse processo consiste, basicamente, em criar duas versões diferentes de uma página, e-mail ou layout com alguns elementos variáveis e compará-las. Depois de preparada, ambas são apresentadas para os visitantes, leitores ou remetentes e o teste indica qual versão se mostrou mais efetiva para o público-alvo com base em métricas específicas como taxa de conversão ou tempo na página.

Smarketing 

A união das palavras “sales” (vendas) e “marketing” geram esse termo que também promete alinhar as duas equipes em uma única estratégia para obter resultados positivos. Para conduzir essa sintonia, é necessário que os dois times tenham objetivos iguais ou parecidos, assim como uma comunicação bem transparente para que as tarefas andem lado a lado.

LTV 

Quando falamos em Life Time Value ou, em português, valor do ciclo de vida do cliente, essa métrica representa o cálculo do faturamento que um cliente traz após ser conquistado, ou seja, a quantidade de valor que ele contribui para a sua empresa ao longo da vida útil que se inicia com a primeira compra e acaba com o seu momento de rotatividade. 

Link Building  

Essa estratégia é muito utilizada para aumentar a quantidade de links externos apontando para o seu site, os chamados backlinks. Resumidamente, é quando outras páginas da internet mencionam seu negócio por meio de direcionamentos que servem como uma porta de entrada para que mais visitantes acessem o seu site. Além disso, essa técnica também costuma aumentar a autoridade da página, sendo muito efetiva para o SEO.

UX e UI  

Esses dois termos técnicos, apesar de muito parecidos, possuem propósitos diferentes. UX está relacionado à experiência do usuário. É a área do design que trabalha exclusivamente para a relação emocional que o usuário terá com o produto ou serviço. Já UI é o design de interface do usuário, a área que elabora, cria e planeja a maneira como a pessoa interage e controla um dispositivo, aplicativo ou software. Ambos devem ser trabalhados em conjunto para que o cliente tenha tanto praticidade (UI) quanto qualidade (UX).

Espero que esse conteúdo te ajude a entender como funcionam os termos técnicos do marketing digital para criar estratégias cada vez melhores. Se você está em busca de uma empresa para realizar ações de marketing para o seu negócio, conte com a Thatto Comunicação. Conheça nossos serviços e entre em contato conosco!