Marketing médico: descubra como divulgar seu trabalho da melhor forma!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Marketing médico: descubra como divulgar seu trabalho da melhor forma!

O mundo inteiro está em mudança constante e essa dinâmica afeta todos os setores, inclusive a área da saúde e medicina.

Por exemplo, com o crescimento das redes sociais, cada vez mais médicos, clínicas e consultórios viram a importância de estar presente no ambiente online. Para se divulgar, compartilhar conteúdo entre outras interações. 

Claro que, por estarmos falando de um assunto muito delicado que é a saúde humana, há regras e limitações do que os profissionais podem ou não fazer na internet. 

E isso gerou uma modalidade totalmente nova na publicidade, o marketing médico.

via GIPHY

O que é marketing médico?

Philip Kotler, uma das maiores autoridades sobre o assunto, explica que marketing vai muito além da simples publicidade, é um processo social pelo qual as pessoas obtêm o que querem pela geração de desejo, oferta e troca de produtos.

Mas, como consultas, procedimentos e exames médicos não são tão simples quanto um produto e causam mudanças profundas no corpo humano, claro que as regras de divulgação para esse tipo de serviço são diferentes.

Por isso, o marketing médico foi criado para destacar os diferenciais de um profissional da saúde e comunicar sobre experiências, mas sem apelação ou sensacionalismo.

Como obter sucesso com sua estratégia de marketing médico?

Em um primeiro olhar é mais ou menos a mesma coisa que o marketing tradicional. Primeiro, estudamos o público-alvo e serviços que o profissional ou clínica médica oferece. Depois, verificamos se há algum diferencial que possa ser trabalhado para criar destaque e a sensação de exclusividade. 

Em um passo a passo mais trabalhado, dê uma olhada como funciona!

1 – Defina um objetivo: você quer aumentar seus pacientes? Criar um programa para fidelizar os atuais?

Defina onde você quer chegar que conseguiremos criar uma estratégia para atingir a meta com sucesso. 

2 – Bolando a estratégia para chegarmos no objetivo final! Para isso, vamos observar qual dos vários caminhos faz mais sentido para o seu caso em particular. Seja ela no âmbito digital ou tradicional. 

3 – Parcerias de sucesso, pois é difícil crescer sozinho. E, por mais que você entenda muito do seu mercado da saúde, parcerias com agências de marketing médico ou profissionais da área de comunicação te levarão muito mais além. Por isso, entre em contato com um especialista da sua escolha. 

4 – Analise os resultados, depois de um tempo no qual sua estratégia está no ar, sente-se com sua agência ou departamento de marketing médico para observar os últimos números que sua campanha alcançou. Verifique o que deu certo e o que não funcionou bem e faça seus ajustes.

Meios de divulgação que podem ser aproveitados

O marketing médico pode ser feito por meio das ferramentas tradicionais de publicidade (impresso, televisão e rádio) e digitais. Saiba um pouco mais sobre como explorar cada mídia!

Marketing tradicional

O bem conhecido marketing offline é aquele que não depende dos canais digitais para impactar as pessoas. Até hoje é um dos meios de publicidade mais utilizados pelas marcas, porém atualmente está sempre casado com o digital de maneira que, juntos, possam alcançar a maioria do público-alvo de uma marca (seja ela da saúde ou não). 

Canais digitais

Fazer publicidade sem a internet é impossível nos dias de hoje, nos quais estamos conectados 80% do tempo. Por isso, levar sua clínica ou consultório para os canais online é imprescindível quando falamos de estratégia de divulgação. Conheça alguns quesitos que não podem passar batido pela sua agência de marketing médico. 

Redes sociais

Seja um perfil profissional somente seu para sua clínica, você precisa estar nas redes sociais. Hoje em dia, as redes podem funcionar como boca a boca ou para novas pessoas descobrirem seu perfil por meio do conteúdo relevante que você fará para alimentar suas redes. 

Não se esqueça, a chave para se dar bem no Instagram ou Facebook é postar constantemente e engajar seus seguidores.

Blog no site

Conteúdo é rei na internet, quando maior e mais cheio de informações, mais fácil é para o Google entender que você sabe do que está falando e jogar seu texto nas primeiras posições da busca. 

Para saber em quais palavras-chave investir, fale com um especialista na área de marketing digital e SEO (otimização em página). Dessa forma, na hora de demonstrar toda sua expertise em um assunto, saberá direcionar o seu conteúdo para atingir cada vez mais pessoas. 

E-mail marketing

Primeira coisa que temos que te avisar sobre os e-mails é que: você precisa de uma base para nutrir com conteúdo e todas as pessoas precisam escolher e dar autorização para que você envie e-mails para elas. Principalmente depois que a nova LGPD entrou em vigor, durante o ano passado.

Pelo e-mail você pode enviar newsletters, felicitações de aniversário, lembrete de consulta, vouchers exclusivos e muitos outros conteúdos que engajam os pacientes e os mantêm felizes. 

Agora, que já falamos um pouco de cada área que você pode investir para divulgar seus trabalhos. Vamos conversar um pouco sobre as limitações que o ramo da saúde possui.

Limitações legais do marketing médico

Sim, é permitido a todos os médicos, consultórios, clínicas e hospitais divulgarem seus serviços, porém por tratar-se de um assunto sensível a muitas pessoas, o Conselho Federal de Medicina (CFM), que é responsável por organizar e fiscalizar as atividades médicas, estipulou algumas regras para a publicidade médica e criou um manual com as normas. 

Confira algumas delas abaixo!

Especialidades

Os médicos são obrigados a divulgar sua especialidade e número do CRM (Conselho Regional de Medicina). É considerado uma grave violação do código se estiver anunciando uma especialidade que não é a sua.

Equipamentos, serviços e preços

Na hora de divulgar seus serviços e equipamentos, o preço nunca deve constar no anúncio publicitário. Além disso, não se pode veicular publicidade que digam que um serviço ou tratamento é exclusividade de um médico ou clínica e vender um equipamento como milagroso, prometendo resultados positivos no tratamento.

O “famoso” antes e depois

O CFM não permite que se divulgue a imagem de um paciente como forma de autopromoção, nem se a pessoa der autorização. Seja na televisão, por meio impresso ou pela internet. 

Entrevistas

O profissional da saúde só pode oferecer entrevistas desde que seu nome e número do CRM estejam presentes no artigo e somente com o objetivo de trazer esclarecimento para dúvidas da sociedade e jamais para se autopromover. Além disso, é proibido que o médico divulgue seu consultório, clínica ou hospital de trabalho. 

Para clínicas e hospitais

Em anúncios de clínicas, consultórios, hospitais e casas de saúde sempre devem constar o nome do médico responsável e sua inscrição do CRM. 

Quaisquer dúvidas sobre as recomendações do CFM que citamos acima, o código de publicidade que mencionamos está disponível nesse link para consulta.

Quer conversar com um especialista em marketing médico para divulgar o seu trabalho? Aproveite e entre em contato com a Thatto Comunicação, somos especialistas no ramo da saúde.